Planejar, Desenvolver, Checar e Agir

Todo começo de mês é a mesma coisa, junta toda a equipe para o nosso ciclo de verificação do que foi feito, ações de correção necessárias, planejamento e novo fazer.

Mas isto não acaba nunca? Não, nunca…jamais. É um ciclo sem fim, num mundo em constante mudança.

O que deu certo no passado pode estar atrapalhando hoje, os indicadores anteriores podem estar desatualizados e por ai vai…então, pra não correr o risco do insucesso o jeito é focar no ciclo.

A gente faz isto sempre, a cada começo de mês

Avaliamos nosso desempenho comercial, técnico e administrativo. Testamos nossos indicadores, discutimos o que poderia ser mais eficiente e analisamos o retorno de nossos clientes

Estabelecemos ações de correção, de melhoria e planejamos como executá-las. Nada macro, super complexo…pequenas ações, operacionais e táticas, que podem impactar positivamente.

Pode ser a forma de inciar um atendimento, o fluxo de um processo técnico, uma nova abordagem interna, um ajuste de função ou posição de equipe ou algo do tipo.

Feito isto, vem a minha parte favorita: como vamos medir a eficiência destas mudanças?

Determinar os indicadores para avaliar esta ação é fundamental para o ciclo.

Como diria o estatístico americano William Edwards Deming (1900 a 1993):

“Não se gerencia o que não se mede…”

thumb-bussola-radarAqui na empresa somos obcecados por números. Nossa cultura empresarial prevê medir tudo que for possível. Desenvolvemos ferramentas digitais, aprimoramos nossos softwares e a cada mês avançamos um pouco mais neste campo. Ter a empresa na mão, ou melhor, num clique, é uma de nossas maiores motivações.

Agora sim tudo pronto.

Plano feito, indicador determinado, hora de colocar em prática!

E lá vamos nós. Mês que vem a gente vê como ficou…e se precisar, muda mais uma vez…

 

Anúncios

Blog no WordPress.com.

Acima ↑